.

Segunda a Sexta de 8:00 às 18:00h

Sábados de 8:00 às 12:00h

PÁGINA INICIAL

INSTITUCIONAL

NOSSOS PLANOS

GUIA MÉDICO

NOTÍCIAS

VÍDEOS

FALE CONOSCO

 

NOTÍCIAS


 

23/04/2014

Fribromialgia

Por Marcelo Tafas | Ortopedista e Traumatologista | CRM 26364

A fibromialgia é uma doença reumática que se manifesta pelo aparecimento e cronicidade de dores pelo corpo, em vários pontos, geralmente associado com cansaço fácil, fadiga, estresse, depressão, ansiedade, diminuição da vontade sexual (libido).

Pacientes com fibromialgia podem referir dores de várias maneiras: uns se queixam de dores em várias articulações, outros referem dores musculares. Também pode ocorrer de o paciente não conseguir precisar o(s) ponto(s) exato(s) da(s) dor(es), muitas vezes referindo “dor em todo corpo”.

O sexo predominante é o feminino (80 à 90% dos casos). Geralmente os sintomas iniciam entre os 30 e 40 anos de idade.

Causas

• A fibromialgia tem causa desconhecida, embora existam estudos que sugerem haver níveis do hormônio serotonina abaixo do normal nos pacientes com fibromialgia.
• Distúrbios emocionais, como estresse, ansiedade, depressão podem desencadear ou estar associados com a fibromialgia, embora não haja consenso médico sobre isso.

Sintomas

• Dor em vários pontos do corpo, de difícil tratamento, que tendem a cronificar;
• Sensação de cansaço;
• Desânimo;
• Sintomas depressivos (tristeza, apatia, falta de perspectiva);
• Falta de disposição e energia;
• Alterações do sono;
• Alguns pacientes apresentam sintomas de ansiedade;
• Aguns pacientes apresentam cefaleia persistente, sem outra justificativa clínica;
• Falta de desejo sexual ou relações não satisfatórias;
• Alguns pacientes podem apresentar sintomas intestinais (diarreia, prisão de ventre, dores abdominais, azia), sintomas ginecológicos (alteração do ciclo).

Tratamento

Ortopedistas e reumatologistas são os médicos mais indicados para o tratamento dessa doença. Além disso, preferencialmente deve ser um tratamento multidisciplinar, com médico, fisioterapeuta, psicólogo, educador físico.

• Os medicamentos utilizados são os analgésicos e antinflamatórios, associado a anti-depressivos. Os opiódes e corticóides são também boas opções.
• Fisioterapia / hidroterapia
• Atividade física
• Mudanças no estilo de vida: evitar fumar e ingerir bebidas alcoólicas em excesso, evitar atividades que causem estresse, praticar esportes regularmente, pegar sol diariamente nos horários recomendados, alimentar-se corretamente e procurar realizar atividades prazerosas.
• Psicoterapia está indicado quando os sintomas emocionais prevalecem.
• Outras modalidades: acupuntura, RPG, Pilates, Shiatsu, Massoterapia, Terapia por Ondas de Choque (TOC) quando pontos dolorosos são facilmente identificados, Musicoterapia, Quiropraxia.

Lembre sempre, não utilize medicamentos por conta e não realize nenhum tipo de atividade física e terapêutica sem antes consultar um médico. Estamos à disposição em nossos locais de atendimento.

 

 

Outras Notícias

 

   

 

UNIDADES

Encontre uma unidade próxima de você:

 

 

 

 

 

 

2018 - © Todos os direitos reservados